Swinging
1 de jul de 2019


Olá, meu nome é Henrique tenho 48 anos, 1,81, 105 kg, , sou casado, tenho minhas fantasias, a dois anos atrás estava em casa e resolvi me cadastrar em um site de swing, minha inscrição ficou como voyeur, e após três dias recebi um email de um casal, ficamos conversando durante duas semanas e marcamos um local para conhecermos. Na data e horário marcado chegando (nomes fictícios) Roberto estava a mina espera, nos cumprimentamos e ficamos conversando sobre diversas fantasias, ele disse que tanto ele como ela gostariam muito de transar com alguém assistindo, e era a minha fantasia de observar um casal, por fim Roberto disse que retornaria o contato, que foi boa nossa conversa.

No dia seguinte Roberto me liga dizendo que ele e sua esposa haviam gostado do meu perfil, e também disse que no dia do encontro ela estava no bar em uma mesa observando de longe. Pedi para dizer qual melhor dia e horário, ele disse se poderia ser no dia seguinte por volta das 16h, em algum hotel, pois estavam sem carro, disse que sem problemas e enviaria o endereço do local. Nos despedimos e já fui atrás de um hotel e já realizei a reserva. Estava parecendo um adolescente em seu primeiro encontro. No dia seguinte as 10h enviei o endereço e o apto que estaria aguardando. Cheguei no hotel às 14h, realizei o check in avisei que iria receber uma visita e subi, impecável o hotel, o quarto muito aconchegante, enfim, o interfone tocou as 16h, pedi para subirem, quando o elevador chegou eu já abri a porta e avistei Roberto e ao seu lado Aline, uma morena 1,65, 65kg, cabelos abaixo do ombro, uma roupa muito discreta uma maquiagem que realçava seus olhos e boca, uma dama, pedi para entrar, sentamos nos apresentamos começamos a conversar tomando um vinho (eles adoravam), e assim foi dura te 30 minutos, ela disse que tinha algumas regras:

- não era para tocar sem o consentimento dela, que queria que eu filmasse a transa deles.

Disse que sem problemas, ela se levantou beijou Roberto e foi tomar banho, voltou logo e Roberto logo em seguida, ela deitou enrolada na tolhada e eu ali so olhando, meu pau já estava explodindo, disse que tb iria tomar um banho.

Quando voltei roberto estava chupando os seios de Aline, os seios era médios lindinhos e foi descendo até começar a chupar sua buceta que era depilada... hum que visão, ela se contorcia, gemia bem baixinho segurando ele pelos cabelos.

Roberto se levantou e pegou o celular e disse filma e me deu ela sentou na beira da cama e começou a chupar o pau dele, o qual ele afazia com maestria, a toalha que me enrolava estava quase caindo meu pau estava muito duro, minha fantasia estava se realizando, ela descia chuva ele todo, brincava na cabeça e no saco, colocou ela de 4, posicionou o pau na buceta e entrou tudo, ela gemeu recolou, eu tentava não perder nenhum ângulo, não aguentei e tirei a toalha e comecei a bater uma olhando a cena e filmando, ela virou e viu eu pau Roberto fez o mesmo e disse, olha amor o dele é mais grosso que o meu, imagina ele metendo na buceta, quando ele disse isso ele soltou um gemido e gozou bem forte... ela disse que queria mais, ele deitou e ela foi por cima, ele abriu bem a bunda dela, que visão, filmei o pau dele entrando e aquele cuzinho apertadinho estava filmando e tocando uma gostosa, ele mudou ela, colou de quatro e fui por trás para filmar ele colocar o pau no cuzinho dela, que delicia ver o pau entrando bem devagar e logo começou o vai e vem bem lentamente, fui la para cabeceira filmar o rosto dela, deixei e filmei o rosto de prazer, ela fecha os olhos e mordia os lábios, e quando me viu filmando fazia cara que estava louca de prazer, havia acabado o espaço no celular, a gravação parou , coloquei o celular de lado, e fiquei deitado batendo bem gostoso, estava quase gozando, me controlava de todas as maneiras, queria que Roberto gozasse primeiro, e logo encheu a bunda dela de porra, ele caiu do lado, sem forças, ela disse Henrique você como um bom voyeur, não vai gozar? Disse que estava aguardando a ordem, ela foi falou algo para Roberto que disse: você que sabe... Essa hora não sabia o que era, mas ela disse para ficar de pé, pegou meu pau e começou a punhetar bem gostoso, devagar apertando, soltando, e disse para avisar quando for gozar, segurei ao máximo, mas aquelas mãos de fada estavam em deixando louco, mas não deu mais para segurar, avisei que iria gozar, ela mirou nos seios, e foram jatos de porra, muita porra, até ela disse que nunca tinha visto tanta porra, e assim foi nos encontramos mais três vezes na mesma situação a última foi umas melhores... adorei e adoro ser voyeur e também participar de ménage.


Comentários