Paraiso Swing Cams
Online agora
MyaaTyler AntonellaaEvans kenzieXone AlaSmith MileyDavis AgathaKerr LavaSexyy HannyManson AbighailRusse Stefany_Hernande Lena_Murillo prettydoll69 Tyana PopAsian Amberly_Dolll
Ver todos os modelos

Escrito por Anônimo

Swinging
24 de out de 2022


Suite 14:

PRIMEIRO SWING...

Tudo começou com aquela curiosidade, pensamentos, planos e muita fantasia. Decidimos criar um perfil no SexLog e navegar nas ondas dos usuários, conversamos muito, com muitas pessoas, vimos fotos, relatos e desabafos de pessoas do país inteiro.

Encontramos um casal que estava na mesma fase que a gente, se descobrindo nessas fantasias, depois de muito papo e nudes, decidimos nos encontrar. Em pleno sábado, às 16:00h fomos a um barzinho badalado de nossa cidade, para nos conhecer e ver se procedia as nossas afinidades... Foi um encontro simples, apenas para cumprir as formalidades de dois casais iniciantes, tínhamos um compromisso às 18:00h, por mais que o nosso Santo batesse, teríamos que nos conter, pois seria impossível um “algo a mais” nesse dia.

Durante a semana voltamos a nos falar e marcamos o encontro pro crime, fomos a um quiosque na beira da praia, bem afastado de onde morávamos.

Chegamos e nossos amigos já estavam nos esperando, sentados em posições estratégicas, cada um de um lado da mesa, Carlos, um moreno de 1,80m, uns 45 anos, já puxou a Beta, 35 anos, branquinha de seios fartos, olhos verdes e aquele corpo gostoso, a famosa gordelícia, para perto dele e a Paloma, 38 anos, loira bronzeada, cabelo um pouco abaixo da orelha, cara de safada, com marquinha de biquíni e sardas no peito, algumas tatuagens amostra e outras que sabíamos que existia devido aos nudes que nos mandava, me aguardava para que sentasse ao seu lado, eu, branco com olhos claros, 1,75m e barriga de chopp, mas tento me cuidar kkk. Pedimos uma cerveja e as meninas pediram caipirinha. Bebemos um pouco e papo vai, papo vem, Carlos puxou a Beta para si e deu-lhe um beijo cinematográfico, era a primeira vez de nós todos em uma troca de casal, Paloma me olhou com aquele olhar de não acredito que realmente vamos fazer isso, mas com aquele desejo ardente de fazer o mesmo que seu marido estava fazendo com a minha esposa... me grudou no pescoço e me beijou como uma adolescente no cinema, que beijo, ficamos ali como se fossemos namorados, bebendo e se beijando, eu sentia meu pau babar na cueca, que sensação, eu, minha esposa, nossos “novos amigos” foi surreal. Paloma chamou a Beta para irem ao banheiro, coisas de mulheres, retocar a maquiagem, fofoca, etc, as meninas retornaram do banheiro e Paloma veio me beijar novamente, o cheiro que estava em sua face, o gosto de sua boca, era muito familiar pra mim, essas duas safadas foram ao banheiro e se pegaram, se beijaram e se chuparam, pois não comentei, mas elas haviam combinado de irem com mini-saia e sem calcinha, somente para instigar a imaginação de nós, os maridos, percebendo o gosto da buceta da minha Beta na boca da Paloma, meu pau foi na lua e voltou, pqp, que loucura deliciosa estávamos vivenciando.

Decidimos que estava na hora, vamos pra um Motel, fomos no nosso carro, entrou no carro eu e as meninas, Carlos foi até o carro deles buscar uma sacola que a Paloma havia trazido, dentro do carro ainda sem o Carlos, demos um beijo triplo, nossas línguas se entrelaçando, nossas bocas se esfregando, uma experiência inesquecível.

Carlos chegou e fomos pro Motel, ele e a Beta no banco de trás já foram se pegando, e eu dirigindo com pau pra fora, todo melado e a Paloma batendo uma pra mim, bem suave, só me deixando pirado pra ver de perto aquela tatuagem que ela tanto exibia em seu perfil do SexLog e nos nudes que nos mandava, uma pimenta na região de sua ppk.

Chegamos ao quarto e as meninas já começaram a se entender, literalmente, Carlos e eu vendo aquela cena maravilhosa, elas se pegando, se beijando e nos deixando malucos. Paloma pediu ao Carlos a sacola, aquela que Carlos buscou enquanto nós dávamos o beijo triplo, naquela sacola ela tinha rola de todos os tamanhos e cores, óleos e lubrificantes (que nem foi usado, pois estavam encharcadas de tesão) para se lambuzarem com sabor morango. Deixamos as meninas brincarem e ficamos assistindo até que não agüentamos mais e chegamos juntos naquela farra, que coisa maravilhosa é ter duas mulheres dividindo o pau com a boca, indescritível... metemos muito, foi uma noite de estréia, nem tudo foi como planejado, pois a meninas queriam DP, mas nós, principiantes e inexperientes, fizemos o nosso melhor no sexo convencional, nem uma anal conseguimos, é uma excitação extrema, saímos com a sensação de dever cumprido, porém poderíamos ter sido melhores, vamos ganhando bagagem para as próximas fazermos bonito, mas que gozada espetacular.

Tags: publico


Comentários