Escrito por ed eduardo

Swinging
13 de out de 2019


continua ele me falou que ela sempre quis me dar e que ele faria qualquer coisa por ela eu falei mais assim na sua frente meu conpadre falo u porque nao posso assistir eu falei nao consigo lindalu veio e me deu um beijo na boca tipo selinho o conpadre perguntou assim ... gato comeu a lingua de vcs ela disse nao e veio me deu um beijo querendo minha lingua entrelaçando a dela ele disse agora ta melhor levantou a mini saia da esposa e me falou olha isso ta com medo juro que nao sabia se era tesao ou ficava ali paralizado .... ai pus minha mao naquela xota peluda da esposa dele ela estava toda molhada parecia que nao via uma piroca uns 2 meses levantamos e fomos pro quarto deles chegando la o conpadre fes questao de tirar as poucas roupas que ainda estava na esposa ela sentou na cama e abriu minha calça comprida começou a mamar no meu pau que de medo ou surpreso sei la estava meio que mole meio que duro ....quando ela começou a me chupar que ele falou com ela engole esse pau todo amor ai fiquei em ponto de bala ele tb tirou a sua rola pra fora ela chupava eu e ele alternadamente eu olhava aquilo e me deliciava ai ele guardou a rola dura dentro do chorte e falou assim pra min fas ela gosar maltrata ela na rola ela ta querendo vc fas um tempo ai ela deitou e eu tirei toda minha roupa porque nao tinha tirado porque estava com medo comecei a chupar a buceta peluda da esposa do meu conpadre ele batia uma de lado olhando pra nos dois ela gemia de tesao meu pau estava se batesse quebrava pra minha surpresa na hora que fui penetrar aquela buceta cabeluda estava apertada feito virgem depois coloquei ela de quatro fodia ela enquanto ela chupava o pau do marido senti o goso daquela mulher deliciosa escorrendo pelo meu pau ela chorava de praser hora chupava ela hora olhava pra tras eu estocava com força pra satisfer aquela femea insaciavel nunca tinha vivido uma sena daquela porque isto nao e historia aconteceu na real e parte da dois anos da minha vida fudendo comaquela mulher que me enlouqeceu varias veses o conpadre sempre nos protegia pra minha mulher nao desconfiar vivi isto que delicia.


Comentar