Paraiso Swing Cams
Online agora
AbbeyCoxxi maturskilledd AdalineRos CarolynLoviee SharitBigBoos GianaFantini DommeRose MissSussy AnnHouston Amanda__grey SofyaReyes1 LUCIANAQUEENTS Fancy_Indian Lovelllyy18 SamarTeid
Ver todos os modelos
Swinging
7 de mar de 2024


Essa é uma história muito especial, que guardo não só na memória, mas no coração, com muito carinho, como um sonho bom, por ter sido algo muito especial que vivi.

Mas eu nunca escrevi e nem contei essa história em detalhes como vou narrar aqui, na verdade como narrei em conversa com a Sra "Line", do casal_geeky, que conheci no app Ysos e estou louco pra viver algo real com eles logo, nossa sintonia tem sido bem legal, e pra ganhar tempo e inseri-los no conto, resolvi transcrever na "íntegra" a nossa conversa pra cá, espero que consigam compreender com clareza.

Em uma das vezes em que passei a madrugada conversando no telegram com a "Line", narrei como nunca tinha feito, essa história tão especial que compartilho com vcs aqui.

André Iniciador de Kasal: Conheci o Casal F&A nos classificados do site antigo da antiga casa de swing Mistura Certa no RJ, ela passou por algumas reformas já e troca de promoters, o site antigo dela tinha um classificados de swing com um chat bem limitado, mas que era legal pra época.

Isso foi lá pelos lados de 2005 a 2008, não lembro com exatidão

Depois de os conhecer nesse classificado, trocamos e-mails por muito tempo, não existia WhatsApp ou Facebook ainda, E ela por ser dona de casa e dona de uma empresa de decoração de festas além de ser mãe de 3 filhos pequenos, não tinha muito tempo nem costume de ficar usando orkut ou MSN, que eram as redes sociais da época.

Passamos meses conversando assim, e-mail e telefone, acho que quase um ano e meio, até que fui trabalhar em Niterói e aluguei um apartamento em Santa Rosa, na rua Noronha Torrezão, dividia o ap. com 3 amigos de trabalho.

E nesse momento, as conversas foram ficando cada vez mais quentes e frequentes.

Eles eram iniciantes, nunca tinham tido experiência real com ninguém, apesar de já terem visitado a casa de swing Mistura Certa.

Eles me ligaram um dia, e por morarem na divisa entre Niterói e São Gonçalo, era relativamente perto, e pediram para me conhecer pessoalmente

Fomos para uma pizzaria os três como amigos, falamos sobre tudo, trivialidades, trabalho, futebol, politica, filhos e sexo também, mas sem nenhuma pretensão de rolar algo nesse dia, passamos umas 3 ou 4 horas juntos, foi um momento super agradável, e depois fomos embora.

Repetimos isso umas 3 vezes, mas sem fazer sexo, com isso já tinha passado quase um ano do nosso primeiro encontro, e sempre conversando por telefone, ora com ele ora com ela.

Um belo dia, cheguei do escritório, tomei um banho e jantei, estava esperando a hora do jogo do Flamengo na TV e o telefone toca, era ele, perguntando se eu topava sair com eles naquele momento, "mas tem que ser agora", disse ele, eu disse que sim, e marquei na frente do prédio em 25 minutos.

Desci, e logo eles chegaram, o carro deles era uma Blazer daquelas bem grandes, ele dirigindo e ela já no banco de atrás do carro.

Eles estavam na festa de aniversário de casamento deles com a família e amigos, saíram no meio da festa deles pra me encontrarem, e quando fui entrar ele fez sinal de que eu devia entrar no banco de trás, assim o fiz, mas antes de continuar, deixa eu abrir um parêntese e falar um pouquinho deles:

Ele um homem alto, moreno, bem obeso, com sorrio largo, pessoa muito agradável, mas com voz firme, do tipo "o chefão", com cerca de 40 anos.

Ela no auge de seus 32 anos,, branca, loira, cabelos lisos até a altura dos ombros, rostinho tão delicado que parecia ter sido desenhado a mão, nariz e boca muito bem formados, perecendo uma bonequinha, devia ter cerca 1,65 de altura, magra e com seios médios e firmes, bem apontados pra frente com mamilos lindos, uma verdadeira beldade, a bunda dela era tão linda que se eu não tivesse visto nua eu diria que usava aquelas calcinhas com enxerto de tão bem desenhadas que eram.

Realmente, ela era se não "a", com toda certeza uma "das", mulheres mais linda que já tive o prazer de conhecer nesses mais de 15 anos de swing.

Voltando ao carro... e ficamos assim, ele dirigindo e eu namorando com ela no banco de trás, no primeiro momento ela estava assustada, claro: como pode uma mãe, dona de casa, recatada, agora estar entregue a um desconhecido, e com a aval de seu amor? A presença de seu amor lhe dava segurança e pavor ao mesmo tempo, era um misto de sensações, mas enfim chegara o grande dia, de realizar aquela fantasia que vinham sonhando a tantos anos, de fazer com que seu amor, o homem que ela escolheu pra dividir a vida, a visse nos braços de outro homem e quiçá a possuindo.

Eu, como bom amante que sou, entendi esse momento dela e não fui com sede ao pote, a respeitei, peguei em sua mão, olhei nos seus olhos, alisei seus cabelos e lhe disse: Calma... não faremos nada que você não queira e que venha a se arrepender depois, lhe parabenizei pelo aniversário de casamento e pela coragem de estar ali apesar do medo, agradeci por ter sido o escolhido pra esse momento, e comecei a alisar sua mão e seu rosto, fui me aproximando como se fosse lhe dar um beijo na boca, ela insinuou um movimento de aproximação mas eu desviei e beijei seu ombro, depois alisei um de seios por cima da blusa, que era soltinha de alcinha e ela estava sem sutiã, em seguida lhe dei o beijo que ela tanto ansiava, enquanto F* dirigia em silêncio olhando pelo retrovisor e já com o pau de fora se masturbando, logo ela foi se soltando e se entregando a volúpia e começou a me beijar com mais intensidade e chupar a minha língua, parece que nunca tinha chupado uma língua na vida de tanta excitação que ela já estava nesse momento.

Peguei sua mão e conduzi até meu membro por cima da bermuda, ela começou a pressionar e alisar ele, não se conteve e começou a tentar abrir minha bermuda, eu ajudei e tirei a bermuda ficando de cueca e tirei sua blusa, ela mesma tirou sua saia, e ficamos seminus enquanto F* se acabava na punheta dirigindo.

Começamos a nos chupar, fiz sexo oral nela, ela em mim, masturbávamos um ao outro como se já soubéssemos os gostos um do outro, até que ela não resistiu e me posicionou sentado vindo sentar-se por cima de mim, esfregando sua buceta no meu pau, ficou assim no esfrega esfrega por um tempo, pedi licença pra colocar a camisinha e ela longo veio sentar de novo, mas agora penetrando meu pau inteiro dentro de si, e ficamos assim por um logo tempo, ela rebolando em cima de mim, foi o tempo de F* dirigir até a praia de Charitas, que é conhecida em Niterói como motel de areia, pelo grande número de carros que ficam lá com casais transando.

Ao todo passamos cerca de 1:20 juntos onde ela gozou 3x, e eu ejaculei 2x, uma dentro dela na camisinha, e outra na sua boca sujando seu rosto e escorrendo pelos seus lindo seios, e que ela fez questão de nem se limpar, ficou lá assim, toda suja, fodida e usada pelo, agora, seu macho comedor.

Em seguida eles me levaram pro apartamento e voltaram para a festa deles.

Na primeira vez que fomos ao motel tb foi muito especial, foi a nossa primeira transa numa cama, entramos no motel em carros separados, cada um de nós pegou um quarto, eles me ligaram e me disseram em que quarto estavam, sai pela garagem e entrei no quarto deles também pela garagem, e quando cheguei no quarto deles vi uma das mais lindas cena que tenho lembrança: "Ele nu se masturbando, e ela nua, de pé da cama, de lado pra mim, dava pra ver o contorno de seus lindos seios e de sua bunda, sua barriguinha magra, sua cintura linda, com pouca luz, era realmente uma visão deliciosa.

Nos beijamos, tomamos um gostoso banho juntos, e fomos pra cama namorar, e ao fial, sai voltando pro meu quarto, deixando eles se curtirem, esse momento agora era deles, só deles.

Depois ficamos saindo por mais uns dois anos, mas sempre em motéis, e até que encerrou meu contrato de trabalho em Niterói, fui trabalhar na P&G e em seguida fui pro México e acabamos perdendo o contato.

Até hoje eu tento encontrar eles na internet mas sem sucesso.

Ela é uma das mulheres mais lindas, doces e meigas que conheci nesse meio, e ele um dos melhores amigos que fiz nesse meio.

Line:

MDS André!!!

Que história sensacional!!!

André Iniciador de Kasal:

Somando o ano e meio que ficamos conversando antes do primeiro encontro, com quase um ano de encontros sociais e o tempo que ficamos saindo pra fazer sexo mesmo, deve somar uns 4 ou 5 anos ao todo.

Line:

Gente, tenho muitas perguntas pra te fazer!!!

André Iniciador de Kasal:

Acho que de 2006 ou 2008 até 2011 ou 12

Pode fazer todas que quiser, e eu faria qlqr coisa pra reencontrar eles, nem que fosse só pra manter a amizade

Line:

Cara, não tem como mesmo achar eles? Vc não sabe os nomes deles completo? Olha, talvez meu marido possa te ajudar nisso...

Me compadeci da sua história. Agora quero que vcs se reencontrem

Foi uma amizade tão legal!

Como vcs conseguiram ficar um ano e meio só conversando?

André Iniciador de Kasal:

Sim, é possível, mas já tentei bastante nas minhas frágeis pesquisas em redes sociais

Ficando kkkkk, ela era bem insegura, tive de ter muita paciência, se chamavam F&A, nomes verdadeiros (que razões óbvias omiti nesse conto), ela tinha um negócio chamado A*** Festas, na região do Fonseca em Niterói, e ele era diretor ou gerente, não lembro o cargo, na empresa *** de Niterói

Mas pra mim é complicado falar isso, porque pode dar a impressão de que um dia se necessário for, posso revelar as identidades de vcs, e nunca fiz isso na minha vida, prezo muito pela discrição nos relacionamentos que tenho, e guardo a identidade dos casais com que me relaciono, nem sei porque lhe contei sobre a identidade deles

Line:

Relaxa, não se preocupe com isso, eu sei em que condições vc tá me contando isso tudo. E eu fico muito feliz por ter me contado, gostei muito de saber dessa história, assim sei que talvez tenhamos a chance de ter uma bela amizade assim tbm

André Iniciador de Kasal:

Eu recuperei o endereço de e-mail deles, da época, mandei e-mail, mas não devem mais acessar essa conta

Line:

Obrigada por confiar em mim e contar. Quero te ajudar mesmo a achar eles

André Iniciador de Kasal:

Ia ser um sonho realizado encontrar eles

Line:

Vc ainda tem esses emails?

André Iniciador de Kasal:

Já estou imaginando, nós 5 comendo uma pizza pra comemorar o reencontro kkk

Tenho, amanhã te passo

Line:

Que coisa mais fofa MDS...

===============

Não sei se vou reencontrá-los um dia, mas vivo sonhando com esse dia, e se esse dia chegar, talvez eu volte aqui e lhes conte como foi.

Um beijo carinhoso André Ribeiro - Iniciador de Kasal

Tags: casal, casada, esposa corno, Comedor, Carro