Paraiso Swing Cams
Online agora
AbbeyCoxxi maturskilledd AdalineRos CarolynLoviee SharitBigBoos GianaFantini DommeRose MissSussy AnnHouston Amanda__grey SofyaReyes1 LUCIANAQUEENTS Fancy_Indian Lovelllyy18 SamarTeid
Ver todos os modelos
Swinging
6 de mar de 2024


O ano era 2007…

Aquela mulher linda, dona de casa, que passava horas a fio conversando comigo pelo MSN, pelo Orkut e pelo Nextel, talvez até carência pela afetiva, já que passava o dia sozinha em casa, pois o marido trabalha bastante e o filho saia pra escola e outras atividades, seu esposo falava pouco e era tímido, e aqui vou chamá-los apenas de "Rodrigo e Letícia"

No auge de seus 19 anos de casados, com um filho de 13 anos, ele supervisor em uma famosa empresa de manutenção de elevadores aqui no RJ e ela do lar, moradores do bairro de Cordovil.

Após algumas semanas nos falando via MSN, Orkut e por Nextel, marcamos o nosso primeiro encontro, não era a primeira vez deles, já tinham até uma certa experiencia, mais que eu que eu inclusive, mas eles tinham uma fantasia oculta, que vou explicar em outro momento.

Nesse primeiro encontro eles foram até o meu trabalho, que era na unidade Gás Natural da CEG, na Rodovia Washington Luiz, bem pertinho da REDUC, que é refinaria da Petrobras em Duque de Caxias/RJ e eu estava de plantão de 24 horas, chegaram por volta de 23 horas e os levei pra minha sala.

Ficamos conversando sobre trivialidade, ele tomando cerveja e ela um vinho, que eu havia saído pra comprar antes deles chegarem, depois de um tempo de papo ele pediu pra sair da sala pra fumar um cigarro e ela já veio pra cima de mim, quando ele voltou ela já estava nua me mamando e ele já foi logo colocando a piroca pra fora e ela ficou punhetando ele e me mamando, depois ela deitou na minha mesa e eu já fui logo penetrando enquanto ela punhetava o marido.

Transamos na mesa, no sofá, na cadeira, em pé de costas com ela apoiada no painel do equipamento, e foi realmente noite de sexo incrível.

Não vou me ater em muitos detalhes dessa primeira foda, porque o foco é falar da fantasia oculta, tivemos outros encontros, alguns com sexo, outros apenas como amigos, que acabamos nos tornando, em 2 vezes ele me pediu pra sair com ela sozinho sem ele, e os meses foram se passando, até que eles começaram a falar em exames médicos, como eu fazia os exames periódicos da empresa regularmente, eu acabei pedindo para incluir DST's no próximo periódico, eles fizeram também e à partir daí ele pediu que começamos a transar sem caminha, confesso que era maravilhoso, mas eu mal sabia o que estava por vir.

Após uns 3 meses assim, eles me disseram que ela estava grávida, logo imaginei que iriam dizer que iam precisar se afastar do meio liberal devido à gestação e tudo mais, mas para minha surpresa isso não foi o que aconteceu, nós continuamos saindo durante à gestação, e eu que tenho um tesão enorme em grávidas adorava aquela situação, brincávamos escrevendo "minha puta" com batom na barriga e meu pau aparecendo na foto, coisas assim, esse triângulo durou até bem próximo de 8 meses de gestação, depois disso não tivemos mais oportunidade de sairmos durante à gestação, mas então vocês devem estar se perguntando qual é a tal da "fantasia oculta", já vou dizer.

Até esse momento eu achava que a fantasia oculta deles era exatamente dela ter relações com outro homem estando grávida, mas o tempo passou, a criança nasceu, era outro menino, que eu nunca vi, até porque as fotos que postavam no Orkut familiar a criança estava sempre enroladinha em alguma manta.

Após o nascimento da criança ainda saímos 3x durante 1 ano, e eles nunca tocaram no assunto sobre a criança ou a gestação, mas até hoje eu tenho a forte impressão e quase certeza, de que a fantasia oculta deles era exatamente a dela engravidar de outro homem, e isso me faz crer, que hoje, em 2024, sou pai de um rapaz de 15 ou 16 anos, mas eles nunca me deram a oportunidade de abordar esse assunto com eles.

Paramos de sair à pedido deles, que estariam encerrando a participação deles no meio liberal, continuamos nos falando por um tempinho via Nextel, mas só coisas simples do dia a dia da vida como: "E ai? Tudo bem?"; "Como está a família?"; "Como estão as crianças"; e aos poucos fomos perdendo o contato até nunca mais tive notícias, deles e nem do meu possível filho, que nem certeza tenho se é ou não meu filho.

N verdade eu não certeza científica, do tipo exame de DNA, mas emocional eu tenho mais do que certeza, e outra certeza que tenho, é que mesmo que o menino não seja filho de fato cientificamente falando, eles tinham essa fantasia.

E vocês o que acham? Esse menino é ou não meu filho?

Tags: casal, casada, esposa corno, Comedor, conto erotico


Comentar