Swinging
12 de mai de 2019


Somos o casal A e D, ambos com 70 anos que nos iniciamos no swing em 2005 depois de uma traição por parte do marido que a esposa descobriu. A esposa soube que o marido tinha frequentado a casa de swing com uma namorada e exigiu conhecer tal casa. Depois de várias conversas concordaram que iriam frequentar a casa de swing de Tom e Katia, mas iriam com calma e só se envolveria numa troca de parceiros, após estivessem certos que seria bom para o casal. Foi na casa de swing que conhecemos o casal Paulo e Maria com quem nos relacionamos por quase dez anos. A primeira vez em que tivemos na cama com o casal foi num fim de semana na praia da Baleia. Em princípio, quando D viu a ferramenta de Paulo pela primeira vez, duvidou poder agasalha-la na sua vagina, mas ao experimentá-la na casa de praia, se viciou. Toda vez que encontramos com o casal D queria ir para cama com Paulo. A Maria também achava delicioso está na cama com A e muitas vezes sem Paulo saber convidava-nos para uma visita. Na primeira vez aceitamos pensando que Paulo estava em casa, mas quando soubemos que ele não estaria declinamos do convite. Fora este incidente foi maravilhoso nosso relacionarmos com o casal.

Tivemos muitas vezes na cama com o casal. Uma das melhores transas com o casal foi num fim de semana em que o casal Paulo e Maria estavam comemorando o aniversário de casamento. Nós os encontramos na casa de swing. Sempre que os encontravam D dava um beijo bem molhado no Paulo e relembrava a última vez em que ele a tinha comido. Neste dia não foi diferente, mas a Maria disse que estava comemorando aniversário de casamento e tinha o direito de sair somente ele e ela. D lembrou que a Maria sempre queria ter algo mais íntimo com A e assim poderíamos trocar de parceiros naquela noite, comemorando o aniversário de casamento diferente. Iriamos a um motel, onde ela transaria com Paulo e A com Maria, mas a regra era Paulo não transar com a Maria. Depois da transa os casais trocados também trocariam de casas, indo Paulo e D para a casa do casal A e D, enquanto Maria e A iriam para a casa do casal Paulo e Maria, celebrando assim um casamento cuja duração era vinte e quatro horas. O casal Paulo e Maria ficou um pouco pensativo, mas como Maria sempre gostou de transar com A, concordou e fomos o quatros para o Motel de sempre. Transamos por mais de quatro horas com os pares trocados com direito de fazer o que cada participante permitia. Nestas quatro horas Paulo e D fizeram vários sessenta e nove, D o chupou com vontade lembrando o aniversário de casamento, recebeu leite quente na boca e houve pelo menos três penetrações, sendo que D ficou toda esfolada com sua buceta bem alargada. Maria e A fizeram sexo vaginal, anal, sessenta e nove, por várias vezes e Maria gritava de gozo como nunca tinha acontecido. Depois destas quatro horas os pares fixos se despediram com beijos molhados e foram dormir nas casas trocadas.

D contou que ela e Paulo transaram por todo o dia seguinte, tendo ele gozado varias vezes na sua boca e deixado muito leite na sua vagina. Disse também que tentara fazer sexo anal, mas não rolou porque o pau de Paulo era muito grande e grosso e ela não aguentou. Ela, também, falou que tinha tentado fazer sexo anal com ele como presente de aniversário de casamento.

A e Maria também transaram muito por todo o dia e no final do dia a buceta e cu de Maria estavam bem vermelhos devido as visitas do pau de A. A buceta de Maria estava cheia de esperma e bem como A tinha dado muito leite para Maria beber.

Num próximo encontro dos casais foram relembrados os momentos deliciosos deste aniversário e A e D, devido a maravilha da comemoração, prometeram que iriam comemorar o aniversario de casamento com o Casal Paulo e Maria. Mas certamente teria todos os ingredientes desta comemoração e mais alguns incentivos.


Comentários