Escrito por BIELeGISS

Encontros
14 de dez de 2018


Tudo começou quando eu fui visitar uma amiga que a muito não via. Ela magra mas com uma bundinha gostosa e seios médios, medindo aproximadamente 1,68, ruiva natural e pele pálida como uma europeia.

Nos encontramos e fomos a um show de uma banda de metal melódico de uns amigos dela. Chegando lá, talvez por causa do tempo que não nos víamos, pelo som e principalmente pelas cervejas começamos a trocar olhares...em nossos olhares brotavam pequenosblampejos de desejo. Foi quando não resisti e a beijei...ahhh seus lábios doces como uma fruta que remetia ao pecado original. Ficamos um pouco constrangidos, mas logo passou. Ela se afastou por uns 10 minutos e pensei que tinha ficado puta comigo, mas para meus espanto ela voltou me puxou para ela e me beijando com muito desejo me sussurou que eu era dela.nos beijamos localmente e saimos. Fomos para o primeiro Motel que encontramos. Assim que entramos, como se estivesse possuída ela foi logo arrancando minha camisa e mordendo meu peito...mordia , lambia, beijava e mordia de novo...eu já estava louco de tesão.

Então lhe agarrei e arranquei sua blusa, e me encantei com seus lindos seios médios com bicos rosados apontando para o alto. Chupei, apertei e chupei mais e mais...ela gemia como se fossem três mulheres em uma só. E cada vez mais possuidaa fiz puxar meu pau e sem dó enfiei por sua garganta sem querer saber se ia machucar ou não...ela recebeu de bom grado e chupou como nunca fui chipado, eu sem exitar enfiei minha dentro de sua calcinha e comecei a masturbar sua buceta que logo aumentou a lubrificação. Coloquei um, dois dedos e quando percebi já estava com minha mão até o pulso dentro daquela buceta deliciosa, ela louca de prazer mijava e gozava em minha mão. Fui enfiando mais e mais sentido meu punho fuder tão dentro que eu quase arrancava seu útero. Ela me aranhava batia e xingava me deixando mais louco ainda... então em um delicioso 69 ela se engasgava e babava e quase vomitava insaciável eu chupava sua buceta de forma animalesca e cada vez mais ela gemia e gozava e mijava na minha cara...a joguei de lado e enfiei minha rola naquela buceta arrombada pela minha mão.

Fodo, fodo e fodo mais e mais... então sem tirar minha pica coloquei minha mão dentro dela também. Ela gritou de dor mas implorou pra não parar, e a beijava e fodia e ela gritava de dor e prazer...e em um só arrancão tirei rola e mão de dentro dela e sem nem mesmo cospi enfiei meu aí conseguiu cu e desta vez ela gritou só de dor, mas eu já estava possuído pelo prazer que não quis parar, e ela também não queria.

Fui bombando e arrombando aquele cu apertado e de tão apertado sangrou. Vendo aquilo meu instinto ruim veio e eu percebi que eu a estava estuprando e ela estava gostando... então ela gozou mais uma vez e eu fudendo com mais força e mais fundo, até que gozei e senti minha goza se misturar com seu Guido sanguíneo...tirei de uma só vez e ela pediu pra chupar e chupou com mais voracidade e mais uma vez gozei, desta vez o primeiro jato em sua garganta e puxei minha rola pro resto cair em seu lindo rosto.

Então cai cansado de tanto prazer e ela se arrastando toda arrombada e estuprada tanto no cu e na buceta me chupa mais uma vez até cair também cansada ao meu lado.

Dormimos e quando acordamos ela com um pouco de dor mas satisfeita pelo prazer fomos embora.

Eu nunca mais voltei pra casa e casei com ela.

E quase todos os dias transamos loucamente.


Comentar