Encontros
30 de jul de 2020


Olá pessoal, o que escrevo aqui é verídico e aconteceu no meado do ano de 2013.

Bem, antes deixa eu me apresentar. Me chamo Jorge (nome fictício), pois sou casado à 29 anos e ela nada sabe. Sou um negão de 49 anos, 1,83 de altura, 95 kgs e um dote de 20,5 cm. Moro em São João de Meriti na baixada fluminense, como disse casado e com filhos. Adoro casais maduros mas dou atenção a todos sem discriminação. Mas confesso que sou tarado por casais onde o marido curta mamar e dar gostoso para o comedor.

Certa noite estava olhando meu Skype vejo um casal nas características que eu gosto. Ele 76 anos, ela 54, ambos brancos, bonitos e um detalhe crucial. Ele é bi passivo.

Entrei em contato com eles através do skype com o marido (por sinal ótimas conversas), marcamos de nos encontrar num quiosque proximo ao meu trabalho e tb próximo a casa deles na Ilha do Governador. O combinado seria de nos conhecermos pessoalmente e ver se a esposa se agradaria do negão aqui. kkkk Caso ela gostasse a gente veria o que iria acontecer.

Depois um um bom papo vimos que a esposa gostou e muito não só de mim como tb da conversa, pois parecia até que nos conheciamos a tempos até o marido ficou impressionado de como conversamos e rimos. Decidimos ir ao apartamento do casal.

Chegando lá, ela pediu para tomar uma ducha pois estava molhada demais kkk e queria apagar um pouco do fogo. kkk. E fiquei na sala conversando com o marido. Quando ela volta me aparece com um babydool preto transparente que não teve jeito, meu de duro que ja estava duro ficou em ponto de estourar o feixo da calça.

Ela sentando ao meu lado percebeu e foi liberando o brinquedo sussurando que não via a hora de pegar no meu pau negro. Ali mesmo na sala ela me despiu por completo e começou uma mamada que quase gozei de tão gostosa.

Fomos para o quarto pois os vizinhos do prédio em frente poderiam nos ver. Chegando no quarto do casal, joguei a esposa na cama e comecei a retribuir a deliciosa chupada que ganhei na sala. Ela pediu para eu me virar pois ela tb queria continuar me chupando. Começamos então um 69 bem molhado, pois ela babava meu pau todo e realmente sua xota estava ensopada ( do jeito que eu adoro). E como gozava gostoso essa mulher. Perdi as contas de quantas vezes ela gozou na minha lingua. Lambia tudo que tinha direito: grelo, enfiava a lingua dentro da xota e depois é claro no rabo dela. Quando enfiei a lingua no cuzinho dela, ela deu um gemido que entregou logo que aquele rabo seria meu. E tudo isso com o maridão já sentado na sua poltrona de frente pra cama só fotografando e filmando sua esposa comigo.

Sai de cima dela e a puz de quatro na beirada da cama, comecei a pincelar o pau na xota e ela implorando pra meter logo. Quando meti o pau dentro da buceta dela senti sua xota se contraindo e ela mais uma vez começou a gozar quase aos berros. Dizendo meu nome mandando não parar pois ela estava gozando gostoso no meu pau. Ainda bem que eu e o marido temos o mesmo nome (kkkkk). Metemos de todas as formas possíveis; de quatro, de lado, frango assado, papai-mamãe, ela me cavalgando. e ela sempre gozando ( como goza facil ). E ela falando pro marido como era gostoso tomar pirocada de um negão na frente dele, agradecendo a ele por me levar pra ela dizendo que escolheu bem o macho pra eles. Nisso me lembrei que ele alem de ver e fotografar tb gosta de dar uma mamada no macho. Tirei o pau da xota dela e fui oferecer pra ele sentir o gosto do gozo da mulher dele no meu pau. Quase que ele não largou, que boca gulosa e gostosa.

Enquanto isso ela foi tomar outro banho e pegar algo para bebermos e nada do marido largar meu pau.

Ficamos relaxando um pouco na cama e eu ainda não tinha gozado. Olhei para o relógio e vi que já estava na hora de ir embora pois tinha que estar em casa logo. Quando estou no banheiro tomando um banho ela me entra trazendo uma toalha, mas porra ela me apareceu nuazinha, não resisti e não quiz saber de hora peguei ela pelo braço e a puxei pra dentro do box encostei ele na parede e enterrei com gosto na xota dela. Como o box era apertado para nos dois, voltamos para o quarto do casal e joguei de quatro na cama e disse que não sairia dali sem comer aquele cu. Ela abriu um sorriso e mandou o marido pegar o gel lubrificante que estava em cima do criado mudo. Ele bezuntou o rabo dela e passou no meu pau, sem antes é claro dar outra mamada. kkkk

Quando botei a cabeça na entrada ela sem falar nada jogou o corpo pra trás e o pau entrou de uma vez. Fiquei um tempo com ele imovel dentro dela até ela se acostumar com o volume. Qd ela mandou bombar fiz no começo com jeito né? Tem que ser carinhoso nessas horas, mas a safada mandou meter com força como todo preto gosta de foder um cu, com pegada. Que cu guloso e delicioso. Apertado do jeito que gosto soquei por um bom tempo naquele rabo. E ela disse que quando no começo enfiei a lingua no rabo dela ela já se via espetada no meu pau.

Depois de bombar gostosamente naquele rabo fui lavar o pau e meti na xota dela de novo. Depois de algumas bombadas gozei tanto que ela ficou alagada de tanta porra. Ela falava pro marido como eu enchi a buceta dela de leite e agradecendo e pedindo pra eu voltar outras vezes. E é claro voltei outra vez mas depois conto como foi. Mas já adianto que dessa vez até o cuzinho do marido entrou na rola....

Casais q sentirem esse desejo podem entrar em contato e vamos conversar, depois quem sabe né?

Meu email é negrocariocakerksal@hotmail.com