Grupos
14 de set de 2019


Meu nome é Ricardo 43 anos casado branquinho lisinho, estou me identificando para quem não leu meu conto anterior.

Eu estava precisando de uma reforma em casa numa dispensa que estava precisando de alguns reparos. Então fiquei a procura de um pedreiro pra fazer orçamento, encontrei um cara de uns 40 anos de idade e o ajudante tinha uns 22 anos, marquei com ele e quando foi a tarde ele chegou para fazer um orçamento. Fechei com ele o negócio e disse que viria no dia seguinte.

No outro dia logo cedo ele apareceu mais um ajudante, comecei a mostrar o que tinha que ser feito e fiquei conversando um pouco com eles.

Percebi que ele ficava olhando para mim com um jeito diferente. Resolvi então fazer um teste, falei que eu iria tomar banho e se precisasse de alguma coisa era só me chamar.

Fui para o banheiro e deixei a porta um pouco aberta para ver se ele iriam lá, assim que eu liguei o chuveiro ele me chamou que queria água para beber, então eu disse para ele entrar e pegar na geladeira.

Fiquei tomando banho com o bumbum virado para a porta. Quando ele entrou para pegar a água vi que ele estava olhando em direção ao banheiro e me viu me ensaboar meu bumbum e comecei a provocar mais ainda empinando o bumbum para ensaboar.

Ele então disfarçou e olhou para o outro lado, e disse a ele se o ajudante não queria água, então ele foi e levou ate o ajudante enquanto eu sai do banho com a toalha enrolada, ele me viu saindo e voltou para a cozinha para guardar a água, quando me viu pelado no quarto acabando de me enxugar.

Ele começou a fixar os olhos em mim, e como o quarto fica depois da sala ficava um pouco distante para ele olhar melhor. Vi que ele estava me encarando fiz um gesto para ele ir ate o quarto, então ele veio ate minha direção e disse: adorei seu bumbum ele é lindo E disse a ele: Quer provar? então começou a passar a mao no meu bumbum, mas como o ajudante estava ali por perto, ele foi ate o ajudante para ele ir comprar alguns materiais que estavam faltando. Assim que o ajudante saiu para compra ele correu no meu quarto e começou a passar a mão no meu bumbum enquanto eu comecei a pegar no pau dele que estava duro, era grande e muito grosso.

Abaixei a calça dele e comecei a chupar, enquanto eu chupava aquele pau ele começou a meter o dedo no meu cú e dizia: Você é uma putinha mesmo, nunca vi um cara que tem um bumbum tão bonito, a sua mulher sabe que você é uma putinha?eu disse que não, e que as vezes ela desconfiava de alguma coisa.

Comecei então a chupar com mais vontade ate babar no pau dele, ele colocava e tirava da minha boca para ver o liquido escorrendo, quando estava ficando bom o ajudante chegou, ele rapidamente levantou a calça e disse, deixa na hora do almoço que eu quero comer seu cú.

Quando chegou a hora do almoço, o ajudante saiu para almoçar e ele foi ate a sala onde eu estava, então começamos a brincar, comecei a chupar o pau dele e babar bem gostoso para deixar bem molhadinho. Fomos ate o quarto e ele pediu para eu virar o bumbum para ele, foi ai que ele começou a beijar meu bumbum a dar mordidas devagar e ate meteu a língua no meu cu e falava sempre que eu era uma putinha safada.

Peguei uma camisinha coloquei no pau dele e fiquei em cima da cama de 4 para sentir o pau dele entrando. Ele então começou a colocar bem devagar ate entrar tudo no meu cu, quando já estava tudo dentro ele começou a meter com força e cada vez mais rápido. Eu sentia que ele estava me arrombando todo, depois fiquei de frango assado para ele, cada posição era uma mais gostosa do que a outra porque ele sabia meter.

Ele então começou a falar: Hoje eu quero gozar na sua boca, é uma coisa que eu sempre quis mas nunca consegui fazer com ninguém. Eu disse que iria deixar.

E começou a meter cada vez mais forte ate que ele não estava agüentando e começou a gritar: Vou gozar, vou gozar tirei rapidinho a camisinha do pau dele, dei mais uma chupada e senti o jato de porra enchendo minha boca, deixando os meus olhos, cabelos e rosto todo sujo de porra. Ainda de pau duro comecei a chupar e sugar ate a ultima gota da porra dele.

Assim que ele acabou de gozar gostoso, ouvi abrir o portão de casa, era minha esposa chegando, ele rapidinho levantou a calça e correu para a cozinha em direção a dispensa onde ele estava arrumando, só deu tempo eu limpar meu rosto e acabei engolindo o resto da porra dele que estava na minha boca.

Minha mulher entrou e eu estava no quarto me arrumando, e disse: Eu ouvi um barulho aqui, quem era que estava aqui? eu disse que não era ninguém, a única pessoa que estava era o pedreiro arrumando a dispensa. E disse pra mim: o que é isso no seu cabelo? Parece porra. Eu disse que era um creme que eu tinha passado no rosto e acabou sujando o cabelo, então limpei rapinho.

Mesmo assim ela desconfiou, foi ate o pedreiro conversou um pouco com ele a respeito da reforma e percebeu que ele estava ainda de pau duro, mas não falou nada, e ainda me disse eu pensei que você estava fazendo alguma coisa aqui no quarto, eu disse que não e que eu estava só trocando de roupa.

Dessa vez eu tentei enganar ela, da próxima vez tenho que tomar mais cuidado para ela não pegar, esta foi mais uma aventura minha. Ate a próxima.

Tags: publico


Comentários