Fato
12 de dez de 2019


Leitores este conto eu recebi de uma jovem que me escreveu e pediu para publicar este romance que ela esta vivendo no momento , me pediu para colocar nomes fictícios , pois tem receio de ser descoberta, o relato dela é este:

Olá me chamo Juliana , tenho 32 anos , sou uma mulher muito bonita sei que muitos homens me cobiçam muito , mas sempre respeitei meu esposo o Fernando de 38 anos , pois ele me trata bem e nosso casamento anda sempre bem , eu estava desempregada e me indicaram um emprego em uma casa , para cuidar de uma pessoa deficiente , achei que iria ter muito trabalho pois nunca trabalhei assim , bem mas fui até a casa e chegando lá conheci o rapaz que precisava da empregada , muito simpático, se apresentou como Rafael 43 anos , um homem bonito mesmo , sozinho pois a tempos se separou da esposa , conversei e combinamos que eu iria trabalhar lá sim , isso foi no sábado ,então conversei com meu esposo e ele disse que bom , assim vc vai trabalhar e ganhar seu dinheiro , na segunda fui ao trabalho , eu tinha que fazer trabalhos domésticos , assim fui fazendo meu trabalho durante um tempo e percebendo o carinho que o Rafael tinha por mim , um homem carinhoso , muito bom , aquele rapaz em uma cadeira de rodas , e eu ali ouvindo ele e admirando o seu papo , mas fui ficando seduzida por ele , mas percebi que ele estava seduzido por mim , ele se vira pra toda sua higiene e trocar de roupas tudo isso , não pede ajuda a nada , mas quando ele me pedia algo pegava na minha mão e percebi que na maioria das vezes ele estava de cacete duro , então fui gostando e até que um dia ele me segurou por trás e me trouxe a sentar no colo dele , senti a vara dura , mas eu virei e ele me deu um belo beijo na boca , eu adorei , correspondi com mais vontade , eu estava de vestido e levantei ele ergueu meu vestido e quando viu a calcinha enterrada no meu rabo ele soltou a vóz , que delicia de rabinho vc tem , eu louca pra dar pra ele , falei você gosta , ele adoro seu rabo , faz tempo que quero comer vc , mas fiquei doida e sentei na mesa , ele veio com a cadeira e quando chegou , arrancou minha calcinha , ergueu minhas pernas colocou meus pés um de cada lado da cadeira e abriu minhas pernas , começou a lamber entre minhas pernas , nossa minha buceta ardia de tesão , ele passava a linguá na buceta erguia minhas perna a linguá chegava no cuzinho , que loucura ele foi tirando as calças e eu imaginava ele não vai conseguir transar comigo , ele ficou pelado e grudou no meu grelo chupou que inchou , dei a primeira gozada na boca dele, então observei aquele cacete com a cabeça vermelhinha , saindo liquido , nem deu tempo de mamar nele , pois o Rafael , me desceu da mesa de frente pra ele , eu fui deslizando com a buceta em direção da vara , a buceta molhadinha foi sendo penetrada por aquela vara ele sussurrava no meu ouvido dizendo , minha mulher gostosa , deliciosa e ali fudemos na cadeira até ele gozar na minha bucetinha .Agora transo direto com ele chupo o cacete e as bolas dele , ele chupa minha buceta e lambe meu rabinho , come buceta e cuzinho , já goza na minha boca , continuo casada com o Fernando , mas adoro fazer sexo com o Rafael , mas o Fernando não sabe de nada disso , hoje sou feliz tenho dois homens.


Comentários