Escrito por Anônimo

Fato
5 de fev de 2019


Cássio e eu trabalhávamos juntos em uma loja de conveniência, nunca perdíamos uma oportunidade de tirar um bom sarro. E um fim de semana que nossos filhos não estavam em casa, sabíamos que a noite seria muito boa, então já na loja passei o dia flertando e provocando, empurrei ele para o banheiro em um momento que não havia movimento, abri sua calça e agarrei gulosa seu delicioso pau, chupei com vontade e senti todo aquele membro dobrar de tamanho em minha boca, abaixei minha calça e pedi que me penetrasse, ele esitou por uma fração de segundos e me penetrou gostoso, quando estava nas alturas, fomos interrompidos com a chegada de um cliente, não sabíamos quem o atenderia, então ele saiu e eu continuei no banheiro até o cliente sair, mas como o movimento começou, passamos o resto do dia com muita vontade. Meu expediente terminava uma hora antes do dele, e então fui correndo pra casa já com uma ideia em mente, tinha uma hora para preparar algo para comermos e organizar o que tinha em mente. Cheguei em casa já com uma panela no fogo para preparar um macarrão e molho bolonhesa, e me transformar em Núbia. Liguei e pedi que quando viesse trouxesse um Ice de kiwi. Quando ele chegou estava quase tudo pronto, recebi na porta apenas dizendo:

- Relaxa e entra na brincadeira. Ele me olhou alegrinho, eu voltei para o banheiro e tomei aquele delicioso e relaxante banho, fui pro quarto e pedi que não entrasse, e me vesti sensual, enquanto ele tomava seu banho. Saindo do banheiro me deu aquela olhada e foi se vestir, então quando veio me ver na cozinha olhei nos olhos dele e me apresentei:

- Oi! ? Boa noite, sou Núbia, e você? Confesso que me surpreendeu quando respondeu :

- Boa noite, sou o Marcelo. Eu ouvi dizer que a comida desse restaurante é boa eu vim experimentar, aceita jantar comigo? Então já muito excitada eu disse que tinha um compromisso, mas sim, vamos jantar. Nos servimos e começamos a conversar como se não nós conhecêssemos e estávamos nos apresentando. Terminando de jantar, agradeci a companhia ,dei uma olhada no celular e disse que precisava ir, nos despedimos e ignorei seu pedido de trocarmos contato. *Então ele foi pro quarto e colocou um som, simulando que ali fosse uma boate*.

Então cheguei e me sentei em uma mesa, tomava um Ice enquanto esperava alguém, vi quando entrou o vulto de um rapaz alto e magro passando por mim, mas não prestei atenção em quem era e passei um tempo esperando por alguém que não aparecia, quando vi em uma mesa de canto Marcelo sozinho, me fitando de longe, olhei surpresa e retribuí o sorriso, mas continuei no celular, até que meu " namorado" me enviou uma mensagem dizendo que havia acontecido um imprevisto no trabalho e viajou e passaria a semana fora. Então Marcelo se aproximou e me chamou para dançar, aceitei e então fomos para o meio do salão.

Não sabia explicar tamanho desejo que sentia naquele gentil rapaz, o jeito dele me olhar me fazia estremecer toda, e dançamos umas 3 músicas apenas e sentamos para conversar, então parecia que ele sabia que eu havia levado um bolo e, estava ali pra salvar minha noite.

Marcelo era um gentleman e falou no meu ouvido que me observava já havia um tempo e que era louco por mim, era de fato muito carinhoso, atencioso e compreensivo, não bastava o tesão que ele me causava, parecia querer me conquistar. Me chamou pra conhecer a casa dele e sem exitar aceitei, vi em seus lábios um sorriso de malícia e desejo, e também retribui, então ele passou o braço em minha cintura e me puxou pra si e me beijou intensamente, pensei que aconteceria ali mesmo. Chegando em sua casa, ao entrar no quarto já estávamos completamente nus e colados, delirava com suas mãos percorrendo meu corpo, acariciando meus seios e acariciei aquele mastro ereto louca pra cair de boca, mas ele me jogou na cama e desceu cada centímetro do meu corpo beijando com leves mordiscadas e tocando em minha vagina, alí ele deu um show beijos deliciosos, colocou dois dedos e no ponto em que me encontrava de excitação tive meu primeiro orgasmo, urrava feito bicho meu corpo estremeceu todo, estava ofegante quando ele subiu me beijando e então foi minha vez de retribuir todo aquele prazer que ele me proporcionou até o momento.

Com pegadas não tão suaves cheguei naquele delicioso pau e confesso, não consegui fazer garganta profunda, mas o chupava gulosa e acariciava seu saco e entre as pernas, estava muito, muito excitada e tomei as rédeas da situação, ele estava deitado e coloquei suas pernas para cima e suavemente desci do saco ao anos, e comecei a acaricia-lo e sentia uma ou outra "lágrima" que jorrava daquele pau maravilhoso de tanto tesão que ele também sentia, quando resolvi penetra-lo com um dedo, senti que nele havia um misto de desejo, vergonha e medo e então sussurrei eu seu ouvido " frango que vai gostar, apenas relaxe, se entregue e confie em mim" e ele me deu sinal positivo, então comecei a chupar uma bala Halls e voltei beijando todo seu corpo, passando pelo pênis desci até seu ânus, e dei lhe meu primeiro beijo grego, lubrificando com minha saliva e soprando leve pra ele ter a sensação de gelado, ele estava louco de tesão e então o penetrei lentamente com meu dedo indicador enquanto o masturbava e chupava, ele desceu as pernas dos meus ombros e veio com tudo pra cima de mim, nunca havia sido penetrada com tanto desejo como naquele dia e em meio aos movimentos frenéticos e intenso gozamos juntos e nos beijamos sem parar até seu corpo exausto cair completamente sobre o meu. Passamos a noite agarradinhos e quando o dia amanheceu começamos outra seção de sexo quente, mas o que aconteceu ali? Bem, é caso para outra história.

Não trabalhamos mais juntos e as vezes meu esposo me diz que um rapaz chamado Marcelo pergunta por uma tal de Núbia no trabalho.


Comentários