Fato
8 de ago de 2020


Estava a caminho do trabalho e o trem estava parecendo uma sardinha em lata cada vez mais apertado e todo mundo empurrando foi quando uma mulher linda caiu no chão gritando socorro foi quando eu comecei a gritar e pedir para todos aguardarem a mulher levantar, estendi a mão e ela ficou colada comigo me agradecendo então continuamos o trajeto mas de repente comecei a sentir uma mão esfregando meu pau e ele correspondendo a altura daquela carícia eu não conseguia nem identificar quem estava fazendo isso foi quando olhei para aquela mulher linda que tinha caído e ela me disse bem baixinho sou eu mesmo e quero vc, nessa hora fiquei sentindo aquela mão tão carinhosa até que ela baixou meu zíper e colocou sua mão por dentro da minha calça passou seu dedo na cabeça do meu cacete e tirou levando sua mão direto ao seu nariz cheirando e depois levando o dedo direto para sua boca, eu nessa hora já não estava mais aguentando então perguntei a ela onde iria descer e ela disse onde vc quiser se for possível, então descemos na estação República e seguimos direto para um hotel que tinha ali na sete de Abril entramos e subimos para o quarto foi o tempo de fechar a porta ela começou a me despir rapidamente e levando a sua boca com aquele batom vermelho ao meu pau grande e grosso e começou a engolir cada vez mais até chegar a engasgar então por alguns minutos paramos para tirar o resto das nossas vestimentas e seguimos para cama, ela se deitou dizendo no meu ouvido agora é a minha vez, aquela buceta lisinha perfeita e cheirosa muito cheirosa foi então que ela impulssionou minha cabeça fazendo com que eu engolisse ela toda e em segundos começou a gritar que estava gozando parecia mijo de tanto que jorrava me fazendo até engasgar e ela dizendo para engolir tudo não me fiz de rogado e suguei tudo com muito desejo então trocamos de posição ela me pedindo para pegá-la de quatro fui enfiando bem devagar pois adoro sentir buceta popuando ela começou a apertar meu pau com sua buceta eu nunca tinha sentindo coisa parecida na minha vida então mais uma vez ela gozou gritando loucamente de tesão e me pedindo para não gozar então ela iniciou aquela socada batendo cada vez mais forte e eu indo ao delírio sem poder deixar sua buceta encharcada foi quando ela apertou sua buceta no meu pau parecendo até que estava fazendo isso com a mão foi incrível sentir ela gozando novamente então ela delicadamente me disse que eu merecia um prêmio por que lhe fiz sentir coisas que não sentia a muito tempo, nessa hora já estava tudo molhado ela me pediu para enfiar meu cacete no seu cu segurando ele para que eu fosse devagar, mas eu nunca vou rápido mesmo pois como já disse gosto de sentir tudo bem devagar sem pressa então quando me dei por conta já estava todo lá dentro e ela me pedindo para deixa-la bater me proibindo de se mexer eu adoro mulher me pedindo com carinho logo de pronto eu a atendi até que ela iniciou uma gritaria vem comigo vem comigo foi quando gozamos loucamente e eu enchendo aquele cu com meu leite quente e ela mijando mais uma vez, ainda não satisfeita em me agradecer iniciou uma chupada indescritível me pedindo que desse leitinho na sua boca foi quando mais uma vez sem eu próprio conhecer o meu corpo gozei deixando ela engolir todo meu leitinho limpando para não sobrar nada...esse foi o meu dia no metrô