Fato
11 de jun de 2020


Esse é um fato verídico.

Tudo começou quando eu conheci um casal sensacional, ela uma morena com aproximadamente 1.60, 60 k uns 30 e poucos anos, bundinha pequena e arabitada, nada tão exagerado, mas muito simpática e sorriso cativante.

Ele um pouco mais alto branco e muito simpático, e sempre contando uma piada,

Num sábado a tarde estávamos conversando num aplicativo de mensagem e ele me convidou parar ir toma umãzinha com eles, já que a filha deles passaria o final de semana na chácara com os avós.

Eu confesso que não vi segundas intenções. Mas acho que tinha.

Preparei e fui por volta das 8 da noite pra casa deles, que ficava a uns 10 km de distância da minha casa.

Quando cheguei prontamente recebido pelo casal, pude observar que ela estava com um short colado e uma blusinha de malha que mostrava todos os seus contorno, confesso que dei aquela filmada rápida na bunda dela quando ela virou pra sentar, mas me contivo.

Eu havia levado um litro de Whisky e um gelo de água de coco e uns petiscos mais.

Entre e sentei no sofá, eles sentaram enfrente em outro sofá.

Logo ele pós um dose do Whisky e tomou em poucos goles. Observei mas não o acompanhei, repetiu dose pra ele e serviu uma pra mim.

Ela tomou uma outra bebida que eles tinham em casa, não sei bem o que era, mas era rosa e tinha um cheiro adocicado.

Ficamos conversando, umas coisas de política, futebol, e outras tantas, até que ele terminou a segunda dose, eu só acrescentei gelo, pois achei que logo iria voltar pra casa dirigindo.

Então eles me falaram de um filme que queria ver, e o convidou pra assistir com eles, prontamente aceitei.

O filme era meio maluco, meio cômico, umas cenas romântica, mas muito bom. Terminado o filme ele se levantou e foi ao banheiro.

Ela se sentou próximo de mim e já me deu aquela olhada, que fiquei meio sem graça. Mas ela perguntou: Beto o que tem feito de bom?

Não lembro bem qual foi minha resposta, e ela completou. Eu o marco temos brincado muito e fantasiado muitas coisas. Más nada de concreto. Confesso que quando ela me falou fantasiado, já me vei um monte de pensamentos bons e meu cacete já ficou duro de imediato, e tive de me ajeitar no sofá, e ela notou que minha calça ficou bem estufada, pois o danadinho e um pouco saliente.

Logo ele voltou, eu pedi pra usar o banheiro, acreditei que se eu desse uma boa mijada meu cacete iria se comportar.

Demorei um pouco pra conseguir mijar, pois o meu cacete estava e continuava duro e eu não queria voltar pra sala naquelas condições. Mas puxei o cacete para o lado, ajeitei ele dentro da calça e voltei pra sala. Os dois estavam sentado no tapete rindo e beijando, vi que ele já estava meio alterado com a bebida subindo a cabeça , eu ainda não tinha tomado a minha primeira dose e o gelo estava quase acabando, pedi pra pegar outro gelo e ele falou, vai lá na geladeira, fique em casa.

Preparei minha dose e completei dele também.

Então a Mari falou, o Marco vive numas fantasias loucas ai.

Eu falei, e? Isso é bom em!

- Ele, Ele agora quer ser corno.

-Eu, E fantasias né! Rsrsrs

-Ela, E eu curti você desde daquele dia na festinha da empresa.

Creio que o tesão falou mais alto, e eu me soltei e perguntei pro Marco, e você aprova Marcos? Ele me olhou e balançou a cabeça afirmando e sorrindo.

Ela então me convidou pra sentar no tapete junto dela, olhei pra ele estava sorrindo, então sentei do lado dela e ele sentou no sofá,

Ela pegou minha mão olhou nos meus olhos e perguntou, vai realizar a nossa fantasia hoje?

Ai não segurei mais, passei o braço sobre o ombro dela e puxei e soquei um beijo na boca. Ela retribuiu e beijamos por mais de uns 3 minutos.

Começamos a nos pegar, ela já deu uma apalpada no meu cacete que estava estourando de duro, e falou que delicia, e hoje em!

Ela então abriu minhas calça e tirou meu cacete pra fora.

(Ele não e tão grande, como pode ser visto nas fotos do meu perfil, tem 21 cm e reto, grosso e cabeça grande)

Ela olhando para meu cacete e com a boca próximo, falou... Pode mor? Eu nunca levei um desse tamanho, o seu e bem menor, e só conheço ele.

Ele sorriu, engoliu a saliva e falou, Tenta com jeitinho você vai acostumar.

Olhei pra ele vi que ele já estava arrancando a roupa e ficando só de cueca,. Criei coragem e já arranquei minha calça e ela tirou a blusa, e aqueles peitinhos pequenos e natural saltou na minha frente com os biquinhos empinado. ( que tesão). Ela segurou a cabeça do meu cacete sem por na boca possou a língua envolta e chupou a pontinha.

Então ele falou,. Parece bom ai em mo!!

Ela não respondeu nada, e pós tudo na boca.

Eu puxei a bunda dela pra minha cara tirei o short e meti a cara na buceta, que estava toda molhada, chupei a bucetinha e enfiei a língua no cuzinho dela com muita tesão.

Ela começou a gemer e rebolar. Ele já falava quase sem para, vai amor, e isso que eu queria ver, engole tudo sem dó, e ela mamando e ele olhando quase babando de tesão., ficamos assim por um bom tempo. ( que chupa maravilhoso ela faz)

Então ela virou e recostamos no sofá começarmos a beijar.. (Adoro beijar)

E logo sentou no meu colo de frente pra mim.

Meu cacete encaixou no meio da buceta dela e ela subia descia deslizando tipo lambendo meu pau, quando vi já estava todo babado sem por o cacete dentro dela. Então peguei meu pau e comecei a esfregar forte no grilo dela, e de vez em quando deixava a cabeça entrar um pouco.

Eu vi que ela estava quase gozado, então deixei entrar a cabeça, ela deu aquela paradinha e falou. Sem camisa? E olhou para o marido, ele falou continua esta lindo.

Ela deu uma afrechadinha e disse vai me rasgar mas ta uma delicia não quero e nem vou parar, quero levar esse cacete até o talo agora..

Então eu parei de mexer e ela foi se ajeitando até encostar nos meus testículo, senti aperta até o pé do meu cacete, ela soltou um suspiro e falou para o marido. Foi tudo amor.

Eu quis começar a bombar, mas ela ordenou pra eu não mexer, logo ela deu umas três levantada ate a cabeça e descia de novo, então ela encaixou até o pé do meu cacete, e parou, ficou com o corpo imóvel , mas dentro da buceta dela movimentava tipo sexo oral, ela contraia e soltava meu cacete la dentro como se estivesse chupando ela na boca, eu nunca tinha sentido aquilo antes, e confesso que só não gozei de imediato porque estava totalmente estático, curtindo aquele momento, então ela fez isso por um tempo creio que por 5 minutos, logo e começou a me beijar e ela disse: eu vou gozar vou goza. Eu dei umas bombas e gozei junto com ela, e alagando a buceta de de porra.

Ela ficou uns minutinhos em cima do meu cacete, a porra começou a escorrer e ela saiu do meu colo e deitou no tapete.

Eu ergui e já meio de pernas bambas sentei no no sofá e fiquei olhando ela toda gozada na minha frente com porra escorrendo no meio das pernas.

Ela deu uma olhada para o marido e falou:

Me limpa amor?

Ele já ia levantar pra pegar creio que a toalha, mas ela falou.

Não e assim que você queria, eu quero como você sempre me fala que queria fazer.

Então ela abriu mais as pernas e mandou ele chupar ela e lamber minha porra. Ele me olhou sorriu desconcertado e obedeceu, Meteu a cara, bebeu toda a porra que estava na buceta dela, e chupou muito e com muita tesão.

Eu sentado olhando, o sexo dos dois, foi me crescendo um tesão,

Ela me puxou pelo pé pra junto dos dois, e eu deitei do lado dela e começamos a beijar começou e nos pegar de novo.

Ela pediu pra ele se virar ela começou a acariciar a bunda dele..

E ela já batendo uma punheta.

Ela perguntou, vai gozar?

Mas ele não gozava.

Então ela levantou pegou um creme e posou nos dedos e começou a introduzir no cu dele.

Vi que ele ficou louco de tesão.

Então ela pegou a cabeça do meu pau e falou pra ele..

Quer tentar meu bem?

E ele não, eu não, nunca fiz isso.

Ela, mas meus dedos você quer né?

E ele empinou mais a bunda pra ela.

Ela, então vou te ajudar.

E pós mais creme nos dedos e começou a enfiar no cu dele devagar.

E apertava, chupava, lambia, beijava meu pau, enquanto punhetava o cu dele com os dedos.

Ela falou, Mo já pus dois dedos quer o terceiro?

Ele louco de tesão falou sim..

Então ela junto os três dedos e enfiou quase tudo no rabo dele, depois olhou pra ele e falou, mó meus três dedos juntos são um pouquinho menor que a cabeça do pau dele, você não quer tentar a cabecinha?

Você senta de leve, se não aguenta você para.

Neste momento ele me demonstrou que queria.

Então ele se levantou sentou no sofá, e deixou a bumba escorregar pra frente,

Eu pude ver o cuzinho rosadinho dele já todo lambuzado,

Então perguntei, tem camisinha?

Ela enfiou a mão embaixo da almofada e tirou um camisinha, abriu e pós na boca, e colocou no meu pau.

Então eu levantei as pernas dele, me ajeitei e encostei o pau na porta do cu dele, (estava quente pra caramba e pulsava)

Fui empurrado devagarzinho mas não entrava...

Então ela entrou em ação.

-Deixa eu lubrifica ele que ele e virgem ainda.

Passou mais creme nos dedos e enfiou devagarzinho tipo alargando o cuzinho dele, ele ficou louco de tesão.

Ela brincou um pouco mais no cu dele, e ficou de joelho no meu lado me abraçou e falou, agora você poe devagarinho.

Confesso que queria muito era por nala, mas ela retirou os dedos e foi guiando o meu cacete no cu do marido dela.

Forcei um pouco e a cabeça passou rasgando o rabo dele, ele deu um suspiro fundo gemeu e falou... Calma.. Calma.. Ta doendo, então fiquei parado e vi ele suspirar mais forte, e aos poucos voltou a mexer a bunda no ritmo da sua e punheta, aos poucos meu cacete foi abrindo o caminho seu cu adentro, senti abrindo as pregas do rabo dele, e ficou muito gostoso.

Quando vi ele já estava com meu pau quase todo atolado cu, ele foi aumentando a velocidade da bunda e senti meus testículo batendo na nádegas dele, então perguntei que mais nesse cu gostoso? Ele respondeu põe até o talo quero sentir um pau de verdade dentro do meu cu pela primeira vez.

E ela cada vez mais me beijava, que parecia engolir e minha linguá e boca, um tesão muito gostoso que estávamos, lógico minha tensão estava voltada pra ela, pois me desculpe, eu não tenho tesão em homens. (nada contra mas não e minha praia) mas o cuzinho rosado dele ficou na minha cabeça e estava muito bom estar todo la dentro daquele apertado cuzinho.

Ai bombei forte, pra laciar mesmo o rabo dele e ele gozou feito louco..

Parei e ele as poucos se levantou dizendo que estava de pernas bambas, nunca tinha gozado tanto.

Ela me olhou e falou, Eu também quero no meu cu assim viu.

Levantamos e fomos para o banho tirei a camisinha, ela se apoiou na pia e eu gozei dentro da buceta dela no banheiro enquanto o marido observava da porta do box.

Voltamos para o sofá e ficamos namorando e beijando no sofá, e ele foi tomar um banho.

Logo nós fechamos num 69 delicioso, eu chupando o grilinho dela e ela passando a língua na cabeça de meu pau devagar, comecei a lamber o cuzinho dela, e ao poucos enfiando a língua, ela foi aumentando os suspiros, ficamos por algum tempo naquela brincadeira gostosa, e eu já enfiava minha língua quase toda no cuzinho dela.

Então o marido voltou,

Sentou do lado no sofá, e nos mudamos de posição,

E começamos a beijar de novo,

Então ela sentou no meu colo e pós meu cacete dentro da bucetinha dela, deu mais uma mordidinhas daquele jeito nele, levantou ate a ponta e tirou de dentro então empinou a bunda e falou para o marido.

Agora você me ajuda?

Ele agachou pegou o creme pós nos dedos e lambuzou o rabo dela.

Ela levantou um pouquinho e ele apontou minha vara na porta do cuzinho dela, e falou agora e com você, vai tentar também?

Ela falou e tudo que eu quero e esse cacete me rasgando toda, achou que só você que aguentaria?

Então ela foi arriando e a bunda e meu cacete começou a entra, dentro do estava tão quente que esquentava a cabeça e era muito gostoso.

Ela me beijava e dava umas leve mexidinhas, e meu cacete deslizava bem devagar, fiquei com a metade dentro dela, então coloquei minha boca na boca dela dando minha linguá pra ela chupar, dela passei os braços nas costas dela e empurrei forte meu pau pra dentro, ela quis gritar ou fugiu mas já estava sobre meu controle, senti ela travar mas parei de empurrar e continuei beijando, depois de um tempo ela já começou a mexer de leve, e aos poucos aumentando os movimentos, em poucos segundos senti ela relaxar e o cacete funda até o talo,

Ela começou a bomba com forças e eu ajudando então vi que ela estava com muita tensão, bombei forte e gozamos juntos, eu dentro do cu dela, e ela me lambuzou tudo, por saiu muita porra da buceta dela.

Trocamos mais beijos ali no sofá, assim levantamos eles fora para o banheiro, ele queria meter nela toda gozada, os dois meteram até ele gozar.

Obrigado.

Se gostaram da historia comente, pois isso aconteceu sem nem uma programação, e foi maravilhoso.

Um fato totalmente verídico.

Se deseja conversar pode chamar.

Nathanebeta@hotmail.com


Comentários