Fato
9 de nov de 2020


Oi , tomei coragem em escrever alguns casos que ocorreram comigo durante esses meus 50 bem vividos anos. Sou Vivian , casada há mais de 20 anos , filhos já crescidos e independentes , hoje to loira , cabelos compridos, 1.70, 60 kg bem distribuidos , em forma , malho frequentemente , seios fartos e duros sem precisar de silicone rsrsrs, pernas torneadas, e sempre tive uma bunda de chamar a atenção dos tarados de plantão com 103 cm , ainda escuto elogios rs.

Um casal amigo nosso havia se separado e num sabado a tarde toca o telefone, atendi , era o ex marido ligando choroso, consolei dizendo q isso acontecia com alguns , que rapidinho a fase passaria , arrumaria outra etc ... chorando quis falar com meu marido pra quem passei o telefone, uma hora depois meu marido desliga, comentou q achou nosso amigo deprimido q chorou muito , blá , blá , blá, falei q tambem tinha achado e que nao podiamos fazer nada , meu maridinho respondeu então que o havia chamado para ir a uma pizzaria conosco , que era o que tinhamos programado mesmo.

As 21 horas chegamos ao local combinado , nem me produzi muito , vestia uma blusa frente unica, de tecido fino, amarrada a nuca , sem sutian pois nao preciso rs , uma uma calça com aberturas laterais ate os joelhos e um salto , pedimos 2 chopes enquanto esperavamos o nosso amigo que não demorou a chegar , meio abatido e triste foi pedindo uma garrafa de whisky , eu e meu marido nos olhamos e rimos , brincando falei que com aquela sede toda a noite acabaria rapido , todos demos risadas.

Ele choroso passou a noite toda falando da ex , ficamos ali com ele ja alterado , ria, chorava, falava q se tivesse uma mulher como eu nao passaria por aquilo , que eu era isso , aquilo, gostosa, fiel rsrss, boa mae , esposa, papo de bebum rsrss , todos comendo pizza, tomando chope , doses de whisky , inclusive eu q ja tava zuretinha , 3 horas depois , todos bem bebidos , agora nosso amigo ja doidão ria de tudo , meu marido achando ele muito alterado , falou q ele podia dormir lá em casa pra não dirigir doidão , perguntou o q eu achava, concordei disse q não tinha problema ate pq os filhos estavam viajando , e o nosso amigo relutava dizendo q tava bem , tiramos a chave do carro dele que ficou no estacionamento ,pagamos a conta e fomos embora, ja no carro, com ele sentado no banco de tras, no trajeto , ele bebado e assanhando ,por tras do meu banco , entre a porta e o banco por varias vezes ele vinha com a mão boba querendo passar no meu seio , na primeira tirei , na segunda deixei um pouco , na terceira , deixei , aquilo estava me excitando , e mostrei pro corninho onde a mão do nosso amigo estava ,ele olhou , riu a no olhar senti q era pra dar corda, tirei sua mão , não demorou veio a quarta tentativa, ja esperando , coloquei o seio direito pra fora ja com farol de milha aceso aguardando a mao boba , que nao demorou a palmear , apertar e massagem o mamilo arrepiado ,o corninho olhava com cara de tesão e passava a mão em minha coxa, fomos assim ate em casa, nao demorou muito pq o trajeto e muito curto , não mais de 5 km.

Chagamos em casa, estacionamos , entramos , meu marido acompanhou o nosso amigo alteradinho falando nada com nada para o quarto onde ele dormiria q fica em frente ao nosso , subi tambem ja com fogo aceso pelo trajeto e fui pro chuveiro , logo meu corninho chegou entrou na ducha comigo , começamos a nos beijar , chupar , lamber , virei de costas pro corninho , me apoiei na parede , empinei a bunda ,segurei o pintinho e enfiei em minha bucetinha ,não demorou muito , depois de umas 5 reboladas bem dadas , o corninho não aguentando gozou dedilhando meu grelo e gozei tambem ,não o necessario, e fomos pra nossa cama, deitamos pelados e dormimos.

Ainda não haviamos dormido e não demorou e ele bateu na porta do nosso quarto, falei pro meu marido levantar pra ver o que ele queria, ele ficou no jogo de empurra e me levantei, peguei a toalha que havia me secado , me enrolei , prendi o cabelo e fui ver o que nosso amigo queria, entreabri a porta do quarto e me deparei com ele (1,85, 46 anos , militar ,sarado, forte) de pé , tentando se cobrir com uma toalha de rosto , pude perceber que por tras da toalha havia algo volumoso rs , abri a porta, ele me vendo so de toalha , falou que queria uma toalha maior e rindo tambem aspirina ,olhei pro meu marido mandei que pegasse uma toalha pra nosso amigo enquanto pegaria a aspirina , passei pelo nosso amigo em pe na porta reparando o q tinha por tras da toalha percebendo que nao era pequeno, ele me comia com os olhos e desci pra buscar o remedio enquanto meu corninho cuidava da toalha . Ao voltar fui ate o quarto do nosso amigo , que estava em baixo da ducha e avisei q coloquei o remedio e agua sobre a mesinha , dei boa noite ele tambem e voltei pro quarto onde meu marido ja deitava, sem dar tempo de eu sentar , escutamos nosso amigo gritar do banheiro dizendo q não tinha sabonete, reclamei com meu corninho q ele nao sabia fazer o serviço completo , enrolada ainda na toalha e resmungando levantei , pequei um sabonete em nosso banheiro e la chagando , bati na porta entrei no quarto e nosso amigo estava na ducha coma porta do banheiro aberta, pelo espelho via ele dentro do box, estava se molhando e pude ver tudo que queira, joguei o sabonete de onde estava dentro do banheiro e ja saindo, ele grita , Vivi a toalha ficou na cama, pega por favor pra eu nao sair molhando tudo , voltei, peguei a toalha e quase chegando a porta do banheiro , ele saiu ainda molhado com a toalha de rosto pendurada em sua picona dura, eu coa a toalha na mao fiquei estatica vendo a cena, ele se aproximou , me puxou pela toalha que ja foi abrindo deixando meu corpo peladinho a sua frente, me olhou de cima a baixo , me fez dar uma volta 360 graus admirando minha bunda dizendo ,isso e que e mulher , gostosa, boazuda, marido de sorte meu amigo, molhado me agarrou , me beijando ( fiz ceninha pra resistir , rsrsr sempre faço , ate pra ele nao desconfiar das minhas aventuras com ou sem meu corninho), tentei empurra-lo, ameacei chamar meu marido , e ele foi dizendo que no futebol onde eles jogavam juntos me marido confessara que 2 comendo uma deveria ser bom, que ele achava o mesmo , me agarrou mais forte e me beijou sendo retribuido , me beijava, lambia meu pescoço, orelhas, seios , suas mãos percorriam todo o meu corpo ,me beijando ,apertando meu corpo contra o dele , e eu cheia de tesão ,sentia sua picona entre as pernas, me sentou na beira da cama e colocando um picona em minha cara , com uma das mãos , puxou minha cabeça contra ele , abri a boca e deixei entrar quase tudo , eu segurava, chupava ,mamava, babava, lambia das bolas a cabeça, tirou o pau da minha boca, me colocou de quatro na beirada da cama, se ajoelhou por tras de mim , e começou a lambem minha buceta ja molhadinha ,ora enfiava a lingua no cu ora na buceta, me olhando de quatro na imagem do espelho que tem na parede , eu ficava mais tesuda com a cena q via, rebolava em sua lingua , gemia, enfiou , 1 2, 3, dedos em minha xota melada, eu alucinada rebolava mais ainda, ele continuava me chupando, lambendo , pressionou um dedo no meu cu, tremi, e fui rebolando contra ele ate entrar todo, gozando escutava ele gemendo ,me chamando de puta , devassa, que eu que era mulher , que se a ex dele fosse como eu casaria de novo, cheia de tesão com aquilo, mandei ele sentar numa cadeira que tem no quarto de frente pro espelho e a porta de saida, ele ja com uma camisinha na mão , se sentou , colocou a camisinha, coloquei meus pes no acento da cadeira, de costas pra ele e de frente pra entrada do quarto , segurei sua picona e lentamente a conduzi , pra entrada da minha xota encendiada, e fiquei esfregando em meu grelo, com a outra mão abri os grandes labios da xota, e fui deslizando ate a metade do seu pau, subia ate a cabeçona e rebolando ia ate a metade , a assim fiz mais umas 10 vezes enquanto ele massageava meus mamilos e grelo , ate que ele me agarrou pela cintura e de uma so vez me sentou ate as bolas em sua pica , me olhava no espelho vendo a minha atuação de puta , e vi reparei q meu corninho assistia ao show da sua putinha, com mais tesão ainda, suava , gemia , gritava, subia e descia rebolando cada vez mais rapido e forte naquela picona , da cabeça as bolas que com uma das maos massageava, enquanto ele por tras lambia as minhas costas e agarrando meus seios ,gozei , gozei , gozei muitoooooo , sentindo que ele iria gozar , sai de cima , reparei que meu corninho nao estava mais la, me abaixando entre as pernas do nosso amigo sentado , tirei a camisinha, abocanhei sua pica e dei uma chupada gulosa nao demorando pra ele gozar , tirei a boca e fiquei punhetando ate sair a ultima gota, levantei me despedi dizendo que aquilo nao poderia ter acontecido , que nao aconteceria mais , ele com a conciencia pesada concodava com que falava e voltei pro meu quarto, a entrar meu corninho deitado de pintinho duro , ria , e falava que ali estava o Oscar da atriz dele , pulei em cima , enfiei tudo de uma vez em minha xota , subia descia e rebola, gritava e gemia alto pra que nosso amigo escutasse, meu marido me agarrou pela bunda e socando enfiando 1 , 2 dedos em meu cu , gozamos e deitamos agarradinhos ja quase q dormindo , dormimos.

Ao acordarmos nao encontramos mais nosso amigo que ja tinha levantado e ido embora.

Amigos são pra essas coisas ne rsrsrs

Tags: esposa feliz, esposa corno


Comentários