Fato
18 de ago de 2020


Num dia normal de trabalho a caminho do meu serviço tudo corria na normalidade ate q meu carro acabou esquentando mto e ferveu, parei no acostamento e logo fiz contato com um mecânico amigo meu q sempre q precisava ele me socorria, só q naquele momento ele me disse q nao estava na cidade pq tinha ido socorrer outro cliente e iria demorar, então ele me passa o contato de outro mecânico conhecido dele, faço o contato e o outro vem me socorrer, ele guincha meu carro pra sua oficina q fica no mesmo lote da sua casa, na parte da frente, enquanto ficamos ali vendo oq iria precisar pro conserto e acertando valores me aparece uma mulher morena 1,60 alt. cabelos curtos castanhos claros usando uma calça de lycra preta bem colada modelando suas coxas e um lindo bumbum, com um top branco q destacava um decote generoso. Ela vem nos cumprimenta com bom dia e eu de imediato respondo, na sequencia ela dá um bjo nele e diz q vai ao mercado próximo. Depois de acertarmos tudo ele me diz q vai ter q ir buscar as peças e me diz pra esperar e ficar avontade na oficina, em sequida ela retorna do mercado e ele fala com ela q vai ter q sair e q eu vou ficar na espera dele. Depois de alguns minutos q ele sai ela vem e me pergunta se aceito uma agua ou cafe, peço agua, ela entao pede q eu a acompanhe e vamos para a cozinha da casa, ela na minha frente com aquela delicia de bunda e eu atrás babando...rsrsrs...., na cozinha ela vai ate a geladeira pega a garrafa d'agua e o copo e me entrega, antes q eu comece a beber ela retorna pra geladeira e se abaixa deixando aquela maravilha de bunda mais a mostra ainda, ela fica ali por alguns segundos fingindo estar procurando algo. Eu ali olhando aquela delicica ja de pau duro, derepente ela se vira e me paga olhando, tento disfarçar mais ela me pergunta se a água ta boa e respondo q ta mto gostosa, ela entao da um sorriso e diz:" só a agua q ta gostosa?", digo q nao, e continuo olhando fixamente pra buceta e decote dela. Ela se aproxima de mim e vem pegar a garafa d'agua q está na mesa e descaradamente ela encosta e começa e esfregar seus seios no meu peito e sinto q seus biquinhos estão ficando duros, e meu pau ja estourando, ela fica assim por algum tempo e qdo vai sair eu a seguro pela cintura e puxo ela de encontro ao meu pau e começo a sarrar na bunda dela e ele retribui com pequenas reboladas e apertando sua bunda contra meu pau, nessa hora uma de minhas maos já esta dentro do seu decote sentindo aqueles seios durinhos acariciando seus bicos q ja ta mto duro e a outra mao vai seguindo pra sua buceta, qdo toco sua buceta sobre a calça, sinto ela quente, e ela da um pequeno gemido. Começo a bjar sua nuca e pescoço falando putaria no seu ouvido e ela se contorcendo toda e roçando cada vez mais forte em mim, depois dessa deliciosa pegada, ela fica de frente comigo e me começa.a me bjar, e pensa num bjo gostoso, cheio de tezao, enquanto nos beijavamos ela foi abrindo meu zíper e colocou sua mão dentro da minha calça apalpando meu pau duro e melado, com ele td pra fora ela começou a me punhetar e disse q queria ele td dentro dela. Nesse momento eu ja estava com minha boca mamando seus seios, alternando de um para o outro, q cada sucata ela gemia e ficava nas pontas dos pés. Em certo momento eu disse: vamos com calma q pode chegar alguém ou seu marido, ela me diz q se alguem chegar é só chamar la da oficina e q seu marido vai demorar um pouco pra voltar. Então continuamos ali se pegando, ela derepente começa a se abaixar ate chegar no meu pau e começa a lamber desde o saco ate a cabeça, subindo e descendo até q ela resolve engolir ele bem de vagar com umas leves sugadas, eu ja louco com essa mamada ja não tava me aguentando doido pra gozar. Ela percebendo q eu queria gozar socou meu pau la no fundo da sua garganta e com pequenos engasgo começou a fazer movimentos com sua garganta e lingua, aí não teve como segurar, gozei mto e gostoso, e cada jato de gozo ela sugava feito louca. Em seguida ela tira meu pau td melado de baba e porra da sua boca e coloca ele em cima dos seios melando cada um deles. Me recomponho rápido e digo q quero retribuir a gozada, ela com uma cara bem safada e um sorriso de puta me pergunta como vou retribuir. Como estamos na cozinha, líbero uma parte da mesa, começo a tirar sua calça, q é tão colada q da um pouco de trabalho pra sair, deixando ela só com uma minuscula calcinha branca q mal tapava a buceta e tava toda socada naquele rabo gostoso, ela a meu pedido sentou-se na beira da mesa e inclinou- se um pouco pra tras, abri bem suas pernas e com um dedo afastei sua calcinha e vi sua buceta depiladinha melada e babando, comecei tocando seu clitoris delicadamente com a ponta da minha lingua e fui descendo pra dentro de sua buceta sentindo o sabor da sua baba e o fogo q tava nela, fiquei alternando entre chupadas e lambidas, a cada chupada ela segurava minha cabeça com as 2 maos e puxava querendo mais e mais, depois de um bom tempo nessa chupada ela diz q vai gozar e antes dela terminar de falar sinto minha boca ser inundada por um líquido quente e gostoso, e quanto mais eu lambia e chupava mais sentia esguichos do gozo dela enquanto ela se contorcia toda e gemia, quando comecei a chupar ela meu pau ja ficou duro de novo e na sequencia q ela gozou peguei uma camisinha q tava em minha carteira coloquei nele e puxei ela pelas pernas trazendo ela mais pra beirada da mesa, e encostei a cabeça do meu pau na entrada da buceta dela comecei a pincelar sua xoxota lubrificando ainda mais a camisinha, ela deu um gemido e pediu pra eu meter logo pq ela queria sentir meu pau dentro dela, comecei a enfiar bem de vagar pra poder sentir cada cm de sua buceta, qdo tava td dentro ela ainda sentada na messa vem e me abraça e começo a meter começando devagar e fui aumentando o movimento, soquei forte com mtas batidas e estralos, foi qdo ela disse q queria gozar junto comigo, dei mais umas bombadas forte e gozamos, enchi a camisinha e ela mais uma vez me melou td com seu gozo q chegou a pingar no chao, ficamos ali abraçados, eu sentindo sua buceta se contraindo e apertando meu pau, querendo mais rola e eu doido pra fuder mais com ela. Qdo tiro meu pau ela me pede a camisinha com minha porra e coloca sobre a mesa, nos vestimos, ela tbm se veste só q deixa seus lindos seios pra fora, dou mais uma mamada neles apertando sua bunda, então ela pega a camisinha e derrama a porra nos seios lambuzando os biquinhos todo e me diz que a noite vai pedir pro marido chupar eles sem pressa... Volto pra oficina e depois de mais alguns minutos o marido chega e começa a fazer o serviço. Transei com ela mais algumas vezes, so q não na casa dela e sim bem avontade num motel e todas as vezes ela lambuzava os seios com minha porra pro marido chupar......

Ate o próximo relato