Escrito por Anônimo

Fato
24 de ago de 2020


Essa será minha primeira história, aconteceu a algum tempo, quando era solteiro. Eu era o cara que pegava todas as mulheres disponíveis no trabalho, mas tinha uma que sem dúvidas eu queria muito, mas ela era casada e apesar de haver umas conversas diferentes entre nos dois não rolava nada. Uma morena, peitos no tamanho certo de por na boca, uma bunda enorme e gostosa, boca carnuda sempre de batom, que vontade por para chupar, sempre cheirosa, enfim uma delícia. Até que um dia uma das meninas que eu já tinha dados uns amassos falou para essa Moça em questão o tamanho do meu pau, que é grosso e grande. Desse dia em diante começamos a falar muitas sacanagem um para o outro, até que um dia eu disse pegaria ela de qualquer jeito no, escritório abandonado da firma, era só ela falar, nunca tinha sido tão direto, na hora ela se molhou todinha, já chegou perto pegou meu pau por cima da calça mesmo e começou a passar a mão dizendo que duvidava que era aquilo tudo. Já era perto da hora de fechar a firma, onde estávamos não tinha ninguém por perto, já arranquei o pau pra fora e ela já de cara socou até na garganta e disse que queria minha gozada ali mesmo. Mas como nem tudo da certo, veio chegando gente e ela parou. Mas ficou aquele gostinho de quero mais. Passaram dois dias e quando saia para almoçar vem ela e diz que havia contato para o marido, pensei na hora "agora eu morri", e que ele gosta de ver eu sendo fodida por dotados, dai me espantei, isso era muito novidade para os meus 20 anos. Conversamos e marcamos de quando saissemos do trabalho, o marido iria nos pegar. Ela passou o dia me excitando, mandou até a calcinha molhada que estava usando. Saímos e quando o marido chegou sentamos juntos no banco de trás, me apresentei e mal acabei de cumprimentar o corno ela ja estava me chupando, e que chupada, enquanto isso corno só dirigia e escutava a pegação. Ela não aguentou esperar chegar no motel, mandou o corno parar em um louco deserto e mandou eu comer a buceta dela ali mesmo, cada bombada era um gemido diferente, rápido demais ela gozou e ficou perguntando para o corno se eu podia gozar na buceta dela, não aguentei e gozei quase um litro de porra naquela buceta apertada e molhada, mal tirei o pau da buceta dela já chegou o corno e quiz limpar meu pau, já que estáva ali mesmo deixei chupar a vontade, meu pau nem amoleceu e ela ja mandou comer o cu dela, fui colocando devagarinho mas a safada queria rápido e já sentou com toda força, estava tão gostoso que gozamos rápido, enchi o cu dela de porra. O corno quiz também mas essa parte deixa para depois... e assim foi minha primeira vez fazendo um corno feliz.